Categoria: Blog

AUTOCONFIANÇA

Como se preparar para a viagem rumo ao seu Sucesso?

A baixa autoconfiança pode ser autodestrutiva, e muitas vezes manifestar-se com negatividade.

As pessoas autoconfiantes são geralmente mais positivas, acreditam em si mesmas e nas suas habilidades, acreditam ainda na capacidade que possuem para viver a vida de forma satisfatória.

A melhor notícia é que as ações que você vai tomar para construir a autoconfiança também farão parte da construção do seu sucesso – afinal, a sua confiança será construída da verdadeira e sólida realização pessoal.

Logo abaixo falarei sobre as 3 etapas para a construção e desenvolvimento da autoconfiança, para a qual irei utilizar a metáfora de uma viagem:

Preparação para a sua viagem, realizar a viagem, e acelerar em direção ao seu sucesso. Vamos juntas?

1º PASSO: PREPARANDO A VIAGEM

O primeiro passo consiste em sentir-se preparada para a sua viagem de autoconfiança.

Você precisa de fazer um balanço no sentido de perceber em que ponto da sua vida se encontra e para onde é que pretende caminhar, colocando-se no melhor estado mental para a viagem, e comprometendo-se consigo próprio para começar e manter-se forte e motivada.

Na preparação para a viagem, faça as seguintes etapas:

  1. Registre os feitos já alcançados

Pense na sua vida até aos dias de hoje, faça uma lista das 10 melhores coisas que conseguiu ou atingiu até agora e registre-as.

Talvez tenha atingindo uma excelente classificação numa prova importante, tenha feito uma jogada importante que fosse definitiva para a sua equipe ganhar, tenha sido a melhor colaboradora do mês, tenha feito algo que se comprovou como muito significativo na vida de alguém, tenha sido notícia em alguma revista etc.

Coloque isso numa folha de papel, podendo utilizar esse registro como motivador e um estímulo que o relembre que é capaz de realizar coisas de valor.

Sinta-se lisonjeada com as coisas que já alcançou, todos nós temos excelentes momentos na nossa vida para recordar.

  1. Pense nos seus pontos fortes

A seguir, use a técnica de análise SWOT (Análise de Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) para ficar com a noção do ponto em que se encontra.

Use o registo anterior, e reflita sobre sua vida, pense sobre o que os seus amigos enxergam as suas forças e fraquezas.

A partir daqui, pense sobre as oportunidades e ameaças que pode vir a ter ou a enfrentar respectivamente.

Tente fazer este exercício partindo de uma perspectiva positiva, sem excesso de crítica ou expectativas, procure sim fazer uma análise mais concreta possível.

  1. Pense no que é importante para você, e o que pretende alcançar:

Pense nas coisas que realmente são importantes para si, e o que quer atingir na sua vida.

Não coloque resistência a este pensamento por parecer demasiado banal e simples.

Grande parte de nós organizamos melhor a nossa lista de compras ou uma festa de aniversário, do que propriamente a nossa vida.

Por que isto acontece?

Estamos muito distraídas ou não somos humildes o suficiente para levar a nossa vida a sério?

Definir e atingir metas é uma parte essencial na organização de uma estratégia para atingir algo, a autoconfiança constrói-se e promove-se a partir daqui.

O objetivo é definir o processo que você usa para definir metas para si mesma, e medir o seu sucesso face a essas metas.

Para pensar nas suas próprias metas em detalhe, proponho-lhe o preenchimento da tabela abaixo:

 

Plano de Vida

Use a análise SWOT para te ajudar a encontrar os seus objetivos.

Estabeleça metas que explorarem os seus pontos fortes, minimize as suas fraquezas, suas oportunidades de realizar algo e controlar as ameaças que você enfrenta.

Tendo definido os principais objetivos na sua vida, identifique o primeiro passo a dar em cada um.

  1. Comece a gerir a sua mente

A partir desta fase, precisa de começar a gerir a sua mente.

Aprenda a manter-se motivada e a combater os pensamentos negativos que podem destruir a sua confiança.

Movimente-se pensando naquilo que pretende alcançar e o que necessita fazer para se aproximar mais do seu objetivo.

Perante as dificuldades, reavalie os objetivos, trace nova estratégia e continue persistentemente no caminho face ao resultado pretendido.

  1. Comprometa-se com o seu sucesso

A parte final de preparação da sua viagem é fazer uma clara e inequívoca promessa para consigo mesma, de que você é absolutamente comprometida, e que fará tudo aquilo que estiver ao seu alcance para alcançar o que deseja.

Se você fizer isto, provavelmente pelo caminho encontrará algumas dúvidas, registre-as e calmamente desafie-as racionalmente.

Se elas se forem embora, isso será ótimo.

No entanto se elas se confirmarem, certifique-se de traçar metas adicionais, para gerenciar as dúvidas e incertezas de forma apropriada.

Aquilo que não deverá fazer, é deixar-se abater pelas dificuldades, mantenha-se firme, e se for necessário ajustar os objetivos, não hesite em fazê-lo, reformule e continue.

Para uma autoconfiança equilibrada, saiba o seguinte:

A autoconfiança tem o equilíbrio como base.

Num dos extremos da equação, temos pessoas com baixa autoconfiança.

No outro extremo, temos pessoas com excesso de confiança.

Se estiver sem confiança, evite correr riscos e fortaleça-se, tente descobrir o seu poder.

Fortaleça-se, independentemente das suas habilidades.

Talvez chegue à conclusão que apesar de tudo o que fez, não tentou o suficiente para ser verdadeiramente bem sucedida.

Fazer isto de forma apropriada é uma questão de ter a dose correta de confiança, fundada na realidade das suas verdadeiras capacidades.

Com a dose certa de autoconfiança, você irá avaliar os riscos de forma racional, fortalecendo-se no sentido de os enfrentar mais preparada e mais forte, persistindo mais nas suas convicções.

2º PASSO: REALIZAR A VIAGEM: AÇÃO

Aqui é onde você irá iniciar o caminho em direção à sua meta.

Ao fazer as coisas corretas, e começar com pequenas vitórias, começará a desenhar o seu padrão de sucesso.

Começando também a construir uma autoconfiança baseada nas suas ações.

  1. Construir o conhecimento que necessita para ser bem sucedida

Olhando para os seus objetivos, identifique as competências que necessita para os alcançar.

Depois procure como pode adquirir essas competências de forma confiante e funcional.

Não faça apenas um esboço do que necessita, procure uma solução, a opinião de um amigo experiente ou um processo de Coaching que realmente lhe traga clareza sobre o que precisa para alcançar aquilo que pretende.

O ideal é que consiga uma certificação ou qualificação da qual se orgulhe e possa utilizar a seu favor, procure valorizar-se, melhorar-se e promover a sua aprendizagem.

  1. Concentre-se no básico

Quando você inicia algo, não tente fazer nada muito extraordinário ou muito elaborado.

Também não deverá procurar a perfeição em tudo o que faz, isto inibe a ação; não lhe permitindo vencer a inércia e ganhar movimento frente ao objetivo.

Tenha prazer em fazer coisas simples de forma correta e com sucesso.

  1. Estabeleça pequenas metas e alcançáveis

Comece com pequenas metas, as quais identificou no 1º passo.

Ganhe o hábito de as estabelecer, conseguindo alcançá-las e celebrando o que conseguiu atingir.

Nesta fase não estabeleça metas muito ambiciosas, treine apenas o hábito de alcançar pequenos objetivos e comemorar.

Assim, pouco a pouco, começa a solidificar o seu padrão de sucesso.

Os hábitos adquiridos repetem-se.

Se o sucesso se tornar um hábito, melhores e maiores desafios irão surgir.

  1. Continue a gerir a sua mente

Esteja atenta aos pensamentos positivos, continue a celebrar e ter prazer com os pequenos sucessos.

Mantenha estes pensamentos e imagens fortes.

Por outro lado, aprenda a lidar com o fracasso e com os erros.

Aceite que os erros acontecem quando você está fazendo coisas novas e diferentes.

De fato, se você tiver a atitude de tratar os erros e falhas como oportunidades para aprender e crescer, você poderá olhar para isso de uma forma positiva.

Os erros, são apenas resultados que não tiveram sucesso.

Isso mesmo, erros são resultados que não nos servem.

Não são coisas boas ou más, são apenas resultados que não nos servem.

Desta forma deveremos corrigir o que fizemos e tentar novamente alcançar o resultado desejado, desta vez com mais informação e mais preparada.

3º PASSO: ACELERANDO EM DIREÇÃO AO SUCESSO

Nesta fase, você sentirá a sua autoconfiança se fortalecendo, completando algumas das etapas que começou no 2º passo.

Agora é hora de familiarizar-se com o seu sucesso, mesmo que seja nas pequenas coisas que atingiu.

  1. Comemore!

Agora é hora de começar a aumentar um pouco mais sua régua.

Estabeleça metas um pouco mais ousadas maiores e desafios.

Aumente igualmente o tamanho do seu comprometimento.

Potencialize suas habilidades e competências, que deram resultado.

Atenção: mantenha os seus pés no chão, esta é a fase onde tendemos a ter excesso de confiança.

Certifique-se de que não começará a idolatrar a sua esperteza, pois isto pode virar-se contra você.

Acelere, mas sem exageros, e então irá encontrar o seu próprio ritmo de construção equilibrada da sua autoconfiança.

Além do mais, você merece a sua autoconfiança, porque colocou-se numa situação de esforço para ser bem-sucedida e chegar até aqui.

Comemore, e continue tendo uma boa viagem!

Com carinho,

Mariana Parada

 

10 atitudes que te farão se apaixonar por você mesma

Para você entender finalmente o que te impede de ter a autoestima que merece.

Você já se percebeu com medo excessivo de errar?

Com sensação de incapacidade?

Com autocrítica exagerada?

Sentimento constante de insatisfação?

Perfeccionismo demais?

Com sentimento de inferioridade?

Se comparando demais com outras pessoas?

Quem nunca olhou pro espelho e se sentiu insatisfeita com a sua aparência, questionou suas habilidades ou paralisou em situações diversas por medo do julgamento?

Essas são apenas algumas das atitudes indicadoras de uma baixa autoestima.

Se já se sentiu assim, saiba que você não está sozinha.

Mas como se amar diante das cobranças do mundo atual?

Como parar com o mau hábito de olhar para si mesma e criticar sua capacidade ou sua própria imagem?

Essa é uma pergunta muuuuuito comum!

Para entender como mudar essa realidade, um dos fatores importantes é fazer uma análise de si mesma.

Essa percepção pessoal pode mostrar como anda sua autoestima.

Mas antes vamos saber mais sobre o que ela significa?

“A autoestima é uma condição mutável que define como está sua autoimagem.”

Como a própria palavra já diz, é uma avaliação subjetiva de como você se enxerga.

Ou seja, a autoestima não permanece a mesma sempre!

Ela muda dependendo de nossas experiências ou das transições em diversas fases da vida.

Não se trata de algo fixo, mas sim algo que pode ser aprimorado e aperfeiçoado.

Assim como os músculos que fortalecem ao fazer exercícios físicos, a autoestima também deve ser estimulada e fortalecida diariamente.

Melhor assim, não é mesmo?

Ok, Mariana, mas como faço para melhorar a minha?

Irei compartilhar algumas ações e atitudes diárias para você trabalhar sua autoestima e se sentir melhor com você mesma.

Venha se apaixonar por você neste caminho através destas 10 dicas incríveis!

 

AUTOESTIMA

 

Dica 1. ELOGIE-SE!

Quando nossa autoestima está baixa, temos a tendência de focar nas coisas negativas sobre nós mesmas.

Mas, e se fizermos o contrário?

Separe uma papel e uma caneta e tire um tempo para listar tudo aquilo que gosta em você.

Depois, repita mentalmente ou em voz alta o que anotou todos os dias e também quando os pensamentos negativos vierem.

Se você não conseguir responder essa pergunta sozinha, talvez você esteja muito focada nos seus defeitos.

Por isso, uma outra alternativa é pedir ajuda para alguém de fora!

Converse com as pessoas que gostam de você!

Faça a mesma pergunta e questione-as sobre o elas apreciam na sua personalidade, aparência e gostos.

Dica 2. INVESTIGUE A FONTE DA SUA BAIXA AUTOESTIMA.

Para começar a mudar essa realidade, é preciso entender o que te faz mal e de onde vem esse sentimento.

Por isso, é muito importante fazer uma reflexão interna, relembrando acontecimentos e observando suas atitudes em meio a várias situações.

Além disso, trace uma meta!

Para conquistar seus objetivos, é sempre interessante delimitar um horizonte para o que se deseja alcançar.

Só cuide para não exagerar, por isso estabeleça metas atingíveis, ok?

Você pode começar com metas menores!

Dica 3. PARE DE SE COMPARAR!

Você é única.

Ninguém no mundo é igual ao outro e todos possuem qualidades e defeitos.

Por isso, dê um tempo para você mesma e jamais trace suas metas se baseando na vida de outras pessoas.

Dica 4. NÃO SE CULPE.

Muitas mulheres com baixa autoestima exigem demais de si mesmas e carregam um sentimento constante de culpa, de não serem suficientes.

Se você se enquadra nessa situação, entenda: você não é responsável por tudo aquilo que há de errado no mundo.

É muito importante que você pare de se culpar.

Se perdoar faz parte do processo para melhorar a autoestima e, para isso, é preciso que você entenda que todo mundo erra.

Assuma seus erros, mas apenas aqueles que realmente aconteceram e que são de sua responsabilidade.

Não assuma para você os erros de outra pessoa e, além disso, se perdoe!

Errar faz parte.

Depois de assumir o erro, o próximo passo é seguir em frente.

Dica 5. FAÇA EXERCÍCIOS FÍSICOS E TENHA HOBBIES

Muitas vezes pode ser difícil superar a preguiça, mas por outro lado se exercitar faz um bem danado, não apenas para o corpo, mas também para a nossa mente!

Isso porque esse hábito libera endorfina, ou seja, o hormônio do bem-estar.

Além disso, procure atividades que você gostaria de fazer: dança, patinação, artesanato, pintura, yoga, meditação, aulas de música etc.

Ter um hobby pode te ajudar a se valorizar mais e até mesmo fazer aumentar seu círculo de amizades.

Que tal colocar no mural do escritório ou no seu quarto lembretes com frases que te inspiram a praticar esportes e retomar seus hobbies?

Só isso pode não ser suficiente, porém, em conjunto com outras pequenas atitudes, pode sim te impulsionar muito.

Já se exercitou hoje!?!

Dica 6. OBSERVE SUA RESPIRAÇÃO.

Respirar é um ato essencial para a nossa sobrevivência, mas fazemos tão no modo automático que, às vezes, até esquecemos que estamos respirando.

O hábito de observar nossa respiração faz com que paremos um pouco com o turbilhão à nossa volta e olhemos para dentro.

Isso pode ajudar a acalmar a ansiedade e os pensamentos negativos.

E consequentemente, aumenta seu índice de positividade em relação a você mesma, ajudando a elevar sua autoestima.

Então sugiro que você faça pausas de pelo menos 1 minuto ao longo do dia e preste atenção na sua respiração.

Este exercício simples te trará benefícios gigantes.

Bora praticar?

Dica 7. CUIDADO COM A SUA POSTURA!

Quando estamos desanimados, podemos nos curvar e andar com a cabeça baixa.

Parece bobo, mas isso ajuda e muito na manutenção de uma autoestima mais baixa.

Por isso, endireite a coluna e ande olhando para frente.

Você talvez consiga, inclusive, prestar mais atenção aos detalhes do caminho, como enxergar flores, pássaros, o céu, pessoas etc.

Fique perto de pessoas positivas!

Nessa hora, procure aquela pessoa alto astral e alie-se à ela.

Pessoas com atitudes mais positivas acabam sim deixando seu dia a dia mais positivo.

Fique de olho em relacionamentos abusivos e destrutivos.

Se perceber alguém assim no seu ciclo, converse com a pessoa ou se afaste!

Esse tipo de relação faz muito mal para a autoestima e pode surgir em vários âmbitos da vida: amizades, amor, família ou trabalho.

Faça uma avaliação sobre as pessoas ao seu redor.

Se por acaso perceber que alguém vive te colocando pra baixo, criticando suas escolhas e nunca dizendo algo positivo, talvez seja o momento de repensar essa relação, pois ela pode ser tóxica.

Independente de quem seja, ninguém tem o direito de te diminuir.

Você percebeu esse tipo de atitude, conversou com aquela pessoa e as atitudes dela não mudaram?

Infelizmente, não há mais o que fazer.

Sua saúde mental é sempre mais importante.

Lembre-se sempre que sua paz vale ouro.

Dica 8. AGRADEÇA.

Em vez de reclamar e se questionar o tempo todo, você já experimentou agradecer tudo o que faz ou não parte da sua vida?

A partir do momento em que você coloca a gratidão no seu dia a dia, tudo se transforma e flui naturalmente.

Sempre que puder, agradeça e reconheça tudo o que alegra seu dia, seja agradecendo diretamente a alguém ou através de uma reflexão diária.

“Lembre-se de agradecer primeiro para depois receber, pois a Gratidão é o caminho mais curto para você se alinhar com a fonte de abundância e prosperidade.”

Permita que a gratidão por tudo de positivo em sua vida te preencha de energia positiva e amor.

Aproveitando, gostaria de agradecer você por estar comigo por aqui.

Obrigada, obrigada, obrigada.

Dica 9. CUIDE DO SEU CORPO.

Quanto você anda se cuidando?

Essa dica não diz respeito a fazer dietas ou se preocupar com a sua estética.

Muito pelo contrário.

Se importe em comer alimentos saudáveis e que façam bem para o seu corpo, beba bastante água, tome um pouco de sol (com protetor solar, é claro!), enfim…

Tenha atitudes benéficas para a sua saúde física e mental, mas sem alimentar a busca por um padrão estético perfeito.

Cuidar do corpo é diferente de ficar obcecado pela sua imagem e buscar a mudança da aparência física a todo custo.

Simplesmente evite ingerir alimentos artificiais e coma mais o que vale a pena, tenha uma alimentação de verdade.

Autocuidado é a capacidade de fazer a gestão de si mesma, uma estratégia para alcançar e impactar maior número de vidas.

Não é egoísmo, é questão de sobrevivência, cuidar do seu corpo, mente e espírito.

Cuidar do seu corpo com carinho te proporciona: mais energia; maior capacidade de influenciar pessoas; e consequentemente maior autoestima e felicidade.

“Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.”

Clarice Lispector

Dica 10. SIGA SUA PAIXÃO!

Quando estamos apaixonados, conseguimos entrar em nosso estado mais feliz e criativo.

Então não tenha medo de se arriscar.

O medo é algo natural do ser humano.

Esse sentimento é importante para nos deixar em alerta, porém, existe um limite que, quando é ultrapassado, acaba te paralisando e te impedindo de viver novas situações.

O resultado?

Você se acomoda.

Evita situações de mudança, mesmo quando positivas, e fica impossibilitado de crescer.

Não deixe o receio do julgamento alheio te parar.

Para evoluir, você precisa inovar, explorar, aproveitar as oportunidades.

O medo pode existir, e inclusive é saudável que esteja lá.

O que não é normal é ele te inibir a ponto de fazer com que você desista de algo.

Desde que essa situação não represente perigo para você, arrisque!

Vá na festa em que você não conhece ninguém, afinal, pode fazer novas amizades.

Viaje sozinho, vá à livraria, ao cinema, ao parque e aproveite sua própria companhia.

Mande currículo para aquela empresa que você sempre sonhou em trabalhar ou fale com aquela pessoa que você tem interesse.

A paixão junto com uma atitude assertiva leva a criação, que excede nossas expectativas.

Quando seguimos nossa paixão e realmente nos sentimos bem com nosso coração e mente, nos sentimos em direção ao caminho certo.

Nem sempre é perfeito ou fácil, mas vale a pena!

Todas essas 10 dicas são construtivas e podem te ajudar a alavancar sua AUTOESTIMA.

Mas lembre-se de praticá-la diariamente, pois a autoestima é uma avaliação subjetiva de como você se enxerga, e pode e deve ser aprimorada e aperfeiçoada sempre!

10 habilidades que te ajudarão a manter e nutrir seus relacionamentos

Um dos grandes desafios dos relacionamentos talvez seja aprendermos a comunicar nossas necessidades para manter a relação.

Então vamos falar sobre como podemos MANTER uma relação com todo o seu potencial?

relacionamento

Seguem abaixo 10 habilidades que te ajudarão a manter e nutrir seus relacionamentos.

1 – Boa autoestima

Goste de si mesma, se valorize, esteja bem com você e com o espelho.

Concorda que se você não gostar de você, ninguém vai gostar!?

2 – Apreciar o parceiro

Tenha imensa gratidão pelo que já tem, e coloque foco no momento presente. Nada de reclamar, simplesmente agradeça diariamente.

3 – Individualidade

Mantenha sua essência, faça coisas que ama e respeite a sua individualidade. Afinal nascemos e morreremos sozinhos, não é mesmo?

4 – Entender e Respeitar as diferenças

É muito fácil conviver com qualidades, o desafio é conviver bem com as diferenças. Lembre-se que cada um tem um mapa mental, e ninguém é dono da verdade. Respeite a história e a visão alheia.

5 – Valorizar o prazer

Decida nunca deixar esse assunto de lado. Reserve momentos para o sexo e dedique-se.

6 – Projeção positiva

Pratique a projeção positiva. Os casais mais felizes do mundo veem uns aos outros com mais positividade, inclusive usando a IMAGINAÇÃO. Inclusive estes casais até inventam desculpas pelo mau comportamento ou falhas do outro. Ou seja, elogia mais do que criticam, numa proporção de 5 x 1. Seja uma incentivadora, e não crítica.

7 – Comunicação e Escuta ativa

Seja professora e aluna com humildade, ouça o outro com atenção, curiosidade e sem julgamento. Jogue frescobol com seu parceiro, ou seja, facilite sempre para o outro e não jogue tênis!

8 – Ser Simples

Você costuma ver graça nas coisas simples da vida? Afinal, não precisamos estar num restaurante ou numa viagem bacana para nos sentirmos felizes, mas sim apreciar momentos simples do cotidiano, num boteco, cozinhando junto, sem muitas complicações.

9 – Esteja de bem com a vida!

Tem coisa pior na vida do que gente mau humorada e de mal com a vida?

Cuidado para não projetar sua felicidade no outro.

Estar feliz consigo mesma é o 1º passo para ser feliz com outra pessoa.

 

Para terminar, reflita:

Quanto você tem das habilidades acima?

Liste 3 habilidades que você tem facilidade e em seguida 3 ações para potencializá-las.

E liste 3 habilidades que estão abaladas no momento e em seguida 3 ações para minimizar estes pontos de melhoria.

Lembre-se que você é 100%  responsável pela sua própria felicidade.

E bora turbinar sua relação! <3

Com carinho,

Mariana Parada

Coaching para Mulheres

Neste último dia 26 participei e apoiei a 1ª Turma da Formação em Análise Comportamental Disc-Profiler aqui em São Paulo, ao lado da minha amiga e parceira, Silvia Angélica, Master Coach e formadora de analistas Profiler.
Nessa formação reforcei alguns importantes conceitos no que diz respeito ao desenvolvimento de pessoas, como lembrar que não “somos”, mas sim “estamos” com determinados perfis comportamentais mais desenvolvidos. Ou seja, sempre temos a opção de escolher qual caminho seguir e qual comportamento queremos desenvolver e/ou potencializar.
Outro ponto importante é que para colhermos os reais benefícios do autoconhecimento, devemos nos permitir nos conhecer melhor, nos observar e entender, aceitar todas as nossas diferentes partes para depois analisar as outras pessoas, respeitando todas as características, sem julgamentos.

Afinal, como dizia Stephen Paul Adler: “Somos perfeitamente imperfeitos.” A análise Profiler é mais um meio, ou seja, mais uma ferramenta poderosa para agregar aos processos de Coaching e já estou muito animada com os resultados!

E você, já sabe qual perfil está mais presente em você neste momento?

Viva o desapego!

Há pouco mais de um mês concretizei uma importante mudança na minha vida: mudar de casa, de bairro e iniciar uma nova história. Uma história com a minha cara, totalmente alinhada com meu propósito.

Sabemos que sair da zona de conforto não é fácil, no entanto deixar pra trás o velho para abrir espaço pro novo pode ser muito prazeroso, divertido e gratificante.

Saí de um lar que amava, num bairro incrível, cheia de conexões e boas memórias e fui para um apartamento mais novo e menor, num lugar desconhecido, porém muito mais aconchegante, que me abraçou tããão gostoso, que já me fez esquecer dos lugares onde estive antes.

E hoje aqui estou no meu novo canto, curtindo cada conquista, conseguindo levar e buscar meu filho de bike na escola, feliz da vida!

E você, tem algo pra contar sobre histórias de desapego, conquistas e/ou mudanças positivas? Conte aqui nos comentários… ;-))

Trabalhar, Se cuidar, Amar para Todos

O Workshop Trabalhar, Se cuidar, Amar estreou em grande estilo neste último dia 19 no Colégio Santo Américo.

Foi um prazer imenso levar esta palestra para quem realmente precisa e contribuir com as obras sociais do Mosteiro São Geraldo de São Paulo, uma associação de natureza beneficente, filantrópica e sem fins lucrativos, de caráter educacional e de assistência social.

Falei sobre um assunto que adoro, o Amor, principalmente sobre a importância de cultivarmos bons relacionamentos em nossas vidas. Inclusive compartilhei ferramentas de Coaching para auto-análise de cada pessoa, além de facilitar tanto para atrair quanto para manter relacionamentos poderosos em nossas vidas.

Saí de lá inspirada e com mais certeza de que todo amor, carinho e atenção que doarmos aos outros, receberemos em dobro! ;-))

Gratidão ao Presente

Desde que aprendi um pouco mais sobre Mindfulness, ou seja, atenção plena que pode ser um exercício, uma meditação ou um estado de presença, passei a realizar as atividades com mais atenção ao momento presente e me dar conta de incríveis detalhes que compõem nossa existência.
Num passeio de bike em Campos do Jordão no último final de semana vivenciei uma apreciação enorme por todo o caminho percorrido na trilha. Inclusive o desafio de ultrapassar pedras no caminho, que me “obrigou” a ficar ainda mais atenta aos detalhes do percurso.

Uma linda borboleta laranja pousou na minha bicicleta e eu estava ali presente, curiosa e observando tudo. A trilha terminava numa linda e pequena cachoeira no meio do mato, onde somente ouvia-se o som dos pássaros e das águas.

Foi uma oportunidade única de contato com a natureza e gratidão por tudo que tem acontecido na minha vida.
E você?  Consegue enxergar no seu dia-a-dia os momentos com atenção plena e gratidão ao presente?

Colecionando Momentos

O dia em que caiu a ficha que meu filho está crescendo e que tenho um companheiro maravilhoso! 
Neste último sábado, saímos para almoçar em um restaurante pertinho de casa e aconteceram coisas inéditas: eu e ele trocamos ideias, brindamos à vida (e a ideia partiu dele!), consegui comer tranquilamente sem interrupções e o Gustavo fez questão de entregar meu cartão para o garçom para pagar a conta… rs
 
Em um passe de mágica, me dei conta de que ele não saiu correndo da mesa, não derrubou todo o sal do saleiro, não precisou ir correndo para o banheiro e nem fez birra! Só quis levar a sobra da batata frita no bolso! hahaha
 
São momentos especiais como estes que devemos inserir cada vez mais nas nossas vidas! E para que eles aconteçam exige um certo planejamento. 

Você pode criar planos de ação para ter mais momentos energizantes na sua vida! 

Ao fazer isso, você estará focando na criação de equilíbrio, bem-estar e qualidade de vida.

Aceita o desafio de planejar algo especial pra este final de semana com pessoas importantes pra você?

Ahhhh, <3 meus patins!

Reforcei através do Coaching a grande importância de ter momentos de oscilação diariamente, ou seja, ter variação de atividade todos os dias, atividade oposta a atividade mental que fazemos durante um dia de trabalho!

Essa oscilação deve ser uma atividade física, necessariamente que gere calor e suor, para redistribuir a energia acumulada, ou seja, o cansaço que um dia de trabalho nos deixa. Quanto mais intenso for o trabalho mental, mais intensa tem que ser a oscilação! Pois as causas do stress são:

– falta de poder e controle da própria vida;

– atividade contínua!

Ter momentos de oscilação é uma ótima solução para aumento de performance, e segundo Dr. Charles Garfield que estudou 1500 executivos de sucesso, uma das semelhanças entre eles é que a maioria tem momentos de oscilação.

Pessoas de alta performance oscilam! E vc, tem tido momentos de oscilação? 

Me conta aqui qual a atividade que você pratica!

Vamos já colocar esses bons hábitos no seu dia-a-dia?

Workshop Planejar 2017

No dia 13/12/16 realizei o Workshop Planejar 2017, onde através de algumas técnicas de Coaching, auxiliei as participantes a elaborarem um Plano de Ação para 2017 voltado para todas as áreas da vida. O objetivo foi compartilhar conhecimentos e ferramentas para que cada uma conseguisse colocar seus projetos em prática. Foram utilizadas técnicas para identificar: Diagnóstico do momento atual, Valores e Missão de Vida de cada um, Principais objetivos, Plano de Ação, Visão estratégica de futuro (Road Map) e muito mais.

CONTATO

(11) 99853 0093 coaching@marianaparada.com.br

Social

CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER
Desenvolvido por Agência BMC